terça-feira, 25 de setembro de 2012

À Flor... (à Fridinha)

Ofereço-lhe uma flor, a flor do amor, uma flor, da noite, do dia, da idade. Ofereço-lhe a flor da vida. Uma flor que é rosa, amarela de todas as cores. Flor de primavera, mas que pode ser de verão e, porque não, de outono. Flor, florida como todas as damas, a da noite, a do dia, a da tarde. Que gira como o girassol, a Lua os planetas.
Ofereço-lhe a flor Rosa, como a de Luxemburgo e Parks.
Colorida como Frida.
Clara como Zetkin.
Preta como Dandara.
Te ofereço minha Flor, amada, a mais bela Amada flor.
Todas, pois todas são belas.
A flor da luta e da esperança. A preta, a verde a vermelha.
Bem vermelha, como o sangue. Que corre na veia de quem planta e colhe. Ofereço-lhe a flor y cultura y revolta y revolução.
A flor que te ofereço Amada, humanidade, chama-se liberdade.
De todas, às Flores.

Autor: Goes

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado, a construção poética é social, portanto coletiva, ou seja, é nossa ...

      Excluir
  2. Que mais poemas e mais textos sejam produzidos e socializados! Textos como este, e como outros, em especifico a um outro, logo abaixo deste, que também de forma tão bonita e intensa fala sobre nós: mulheres. É muito bom quando um companheiro identifica o quanto também somos importantes e fundamentais pra luta. E com carinho e respeito expressa isso por formas e palavras que parecem desenhadas, tamanha beleza e intensidade como me tocou.Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Quero a flor da liberdade para a humanidade... Quero viver um sonho real da luta coletiva, de uma forma sem igual... Tudo o que faço e acredito está nas palavras proferidas pelo irmão, parceiro, companheiro de lutas, de muitas memórias... Levarei sempre comigo a suavidade de suas palavras contundentes que de uma intensa sensibilidade me fazem refletir o quanto preciso estar onde o meu povo está... AMODORO VC!!!






    ResponderExcluir
  4. Nossa!!!!Parabéns muitO lindO....

    ResponderExcluir
  5. Me gustan los colores, los sonidos y todo mas que me hace recordar tu sonrisa.
    Me gusta la noche, la poesia, la fiesta y el encuetro...De personas, de almas y de amores que inspiran canciones.

    ResponderExcluir