sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

É São Paulo ...

Esta terra muito rica, muito linda, cheia de flor
É a terra da garoa, da Paulista e do amor
Essa terra que produz, reproduz a economia
Que tem parque, tem a Luz, tem a Sé
e alegria.

Essa é nossa São Paulo que abala coração
Construída por um povo, orgulho desta nação?

É a terra da oportunidade onde vagam nossos filhos
que nas noites dormem sujos, com fome e sem destino.

É a nossa São Paulo que abala coração
Construídas com o sangue negro em nome da exploração.

Esta terra desigual, de Sem Teto e Sem Terra
Para os ricos tem de tudo
Para os pobres a favela.

Onde preto é humilhado com direito à chacina
É quase legalizado os estupros nas meninas.

É São Paulo da garoa, da hipocrisia, da maldade
Nunca enSerra, nunKassab, a maldHadad contra o povo
Que a cada quatro anos vem enganação de novo.

É esta a terra que têm palmeiras onde canta o sabiá?
As balas que a rota dispara é pra que? pra matar?

É São Paulo da garoa que massacra coração?
460 anos de genocídio, opressão e exploração ...

4 comentários:

  1. Puts! Essa foi forte! Não sabia que você é poeta irmão. Gostei mesmo. Abraço

    ResponderExcluir
  2. Góes, sem palavras... Me senti representada, finalmente! Bravo!

    ResponderExcluir
  3. Góes, sem palavras... Me senti representada, finalmente! Bravo!

    ResponderExcluir