sábado, 15 de julho de 2017

Armas do genocídio ...

As armas do Genocídio
Vão sair para matar
Vão levar a minha alma 
Pras águas fundas do mar

Hoje a noite me deixar 
Sem direito da saudade
Sem direito de sonhar

Calça larga desbotada
Camisa de gola branca
Que até o mês passado
Lá no gueto ainda era flor

O boné de aba reta 
Um sorriso amarelado
De um rapaz  preto encantado
Com vinte anos de dor

As armas do Genocídio 
Vão sair para matar
Vão levar a minha alma 
Pras águas fundas do mar

Hoje a noite me deixar 
Sem direito da saudade
Sem direito de sonhar

Calça preta ajustada
Camisa de linho branco
Que até o mês passado 
Lá no gueto ainda era flor

A tiara cor da áfrica
Um sorriso amarelado
De uma moça encantada
Com vinte anos de dor. 

Genocídio gela guela. 
Lava-nos daqui ...

(Góes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário